quarta-feira, novembro 15, 2006

Ramadão V (por Neil Gaiman)


‘Sou o Califa de Bagdad. De um rei para outro, eu chamo-vos, rei dos sonhos, lorde do sono. Estais aí? Eu exijo que vos apresenteis perante mim, aqui, numa forma que não seja nem ameaçadora ou desagradável para os meus olhos. Vinde, ó rei. ‘

Mas o rei não obteve resposta, excepto pelo restolhar de umas pombas que passaram acima da sua cabeça.

‘Sou Haroun Ibn Mohamed Ibn Abdullah Ibn Abbas, chamado de Al Raschid, o primeiro entre os fiéis, e minha é a glória e a cidade de Bagdad, a pérola das cidades. Eu conjuro-vos, ó rei dos sonhos, príncipe das histórias, senhor das marchas adormecidas. Vinde para mim. ‘

Mas não se ouviu qualquer som, a não ser o sussurro do vento e o último chamado de um pássaro nocturno do deserto.

Haroun Al Raschid estremeceu.

‘Muito bem. ‘

‘Nas minhas mãos seguro o globo de Sulaiman Bem Daoud, rei dos Hebreus. Foi neste globo, perto do fim da sua vida, que ele aprisionou novecentos mil e nove Ifrits, Djinn, e demónios.‘

‘Estes eram os mais sombrios espíritos, os maiores e os mais poderosos. E, um a um, ele confinou neste globo de cristal, que fechou com o seu selo. Isto aconteceu há quase dois mil anos. Durante os anos em que estes Ifrits – os seus corações mais negros do que a escuridão – estiveram aprisionados, cada um deles fez um juramento solene de desabar vingança nas crianças de Adão nosso pai, de destruir o nosso trabalho, as nossas mentes e os nossos sonhos. ‘

‘Este é um globo do mais excelente vidro, e quando se estilhaçar eles vão emergir como bestas ensandecidas de destruição. ‘

‘Se não vierdes até mim, eu estilhaçarei o globo. ‘

Ainda assim, o rei não obteve resposta, e os seus olhos semicerraram-se, quase com uma desprendida indiferença.
‘Muito bem. ‘

continua...

3 comentários:

Marta disse...

Traz à lembrança contos da infância em que rodopiam portas secretas, tapetes alados, o aroma das especiarias, o ar seco e quente, o sol a fechar-nos os olhos, lâmpadas mágicas com génios misteriosos e distribuidores de dádivas...
Estou a coleccionar os episódios...
Muito bem!! ;P

Patrícia disse...

e depois, e depois????


síndrome de véspera de Natal :)

Sandman disse...

No fim vou colocar a história completa online, num ficheiro PDF, para quem quiser ler novamente, de uma assentada.

Gostava de colocar a verdadeira história em BD - tenho-a aqui guardada no computador - mas acho que estaria a infringir direitos de autor. Nem sei se faço bem em colocar as imagens, mas a arte é tão bonita que não resisto... :P

Patrícia, já estás a antecipar o Natal? :D Ai ai, eu até tremia de nervosismo, sabendo que só na manhã seguinte é que podia abrir as prendas.

:)